Skip to content

TROCANDO E PARTILHANDOS CONHECIMENTOS

5 de fevereiro de 2013

O nosso querido e amado Planeta Terra, pede socorro urgente. Eu sei que você neste momento, está correndo os olhos sobre este pequeno texto, talvez por curiosidade ou em busca de conteúdo e informação. É sabido que quando falamos em planeta terra, nos parece algo estranho e sem sentido a primeira vista, muitos criticam, outros desacreditam e assim por diante, cada um vai se esquivando e se distânciando do tema, como se isso tudo, não passasse de balela, ou simplismente de pressão psicológico, com intuito de causar pânico e medo. Para aqueles que assim pensam, já está na hora de repensar estes valores. Não dá mais, ver e ouvir pelos noticiários de jornais, rádios e televisão, vidas, famílias perdendo suas casas, ente queridos e até mesmo, sua extrutura de vida.

Podemos mudar?

Podemos!

Depende de cada um fazer sua parte. Quantas idéias brilhantes e maravilhosa, têm cada pessoa sobre a face desta terra. Esta minha atitude de postar este alerta, é uma idéia e o começo de um pequeno projeto de mudança, que com certesa, você e outros, certamente abraçara. Pois cada um de nós, de uma forma ou de outra, neste dia de hoje, neste momento, temos ao nosso lado ou na família ou entre nossos familiares e amigos, crianças e adolcentes, simplismente inocente, com relação ao mundo (Planeta terra), que estamos preparando para cada um deles. Eu pessoalmente, estou pensando na minha netinha Yasmim de 3 anos, na minha pequenina sobrinha Juliana de um ano e quatro meses, pensando na minha sobrinha Emanuela de quatro anos e sete meses e a sobrinha Gabriela de nove anos e onze meses, e por ai vai. Pare um pouquinho e pense nos seus se verdadeiramente, você os ama e quer o bem para eles. Talvez, aparentemente parece não refletir no futuro, más fazemos uma pequena analise do que pode refletir. Como diz um velho ditado, que burro velho, não pega marcha, más pega sim!

Falo por experiência própria, dos meus oito anos de trabalho voluntários com crianças e jovens, em um laboratório de informática, aqui na minha cidade de Itajubá, Sul de Minas Gerias.

Vejamos!

Todas as vezes, que elas iam ao filtro para tomarem água, sempre retiravam do pacote, um copo novo descartável. Observado a inocências delas, com geitinho, mostrei, o quanto o nosso planeta terra iria emetir de gáz novo, se economizássemos um copo, a cada vêz que fôssemos beber. Economizariamos dentro de três horas de aulas, três copos a cada aula, somando seis copos por semana. Se a cada turma de dêz alunos, ecomizarmos três copo cada um, teremos economizados: trinta copos a cada dia, somando sessenta copos por semana, múltiplicando por quatro semanas no mês, ecomizaremos duzentos e quarenta copos. Econõmia para o bolso e saúde para o planeta.

Hoje, estas crianças que lá tráz, tinham os seu trezes, catorze anos, estão hoje com seus vinte um, vinte dois anos, e me dizem: Sr. João, toda vêz que pego um copo descartável para tomar água, me lembro de sua fala. Economizar para salvar a natureza é bom de mais, e para economizar no bolso, melhor ainda.

Espero meu amigo, minha amiga, que num futuro bém próximo, você também, possa ouvir e ver o fruto da semente plantada hoje.

Estou feliz, por ter conseguido fazer chegar até você, este apelo da mãe natureza, que clama e geme em sua revolta, como uma mulher, preste a dar o perder a vida, por falta de tratamento cuidadoso e carinhoso.

João Salvador

Itajubá Minas Gerais, 05 de Fevereiro de 2013.

http://www.facebook.com/CidItajubaParoquiaSagradaFamilia

Mundo em tranformãção

20 de maio de 2011

É assustador, ver a velocidade com que o planeta está mudando. Aqui na minha região, próximo ao pé da serra mantiqueira. Via-se por quase toda as zonas rurais, corregos com de quarenta a um metro de profundidade, com várias especies de péixes. hojé, em alguns destes lugares, nem corregos existem mais. Secaram todos. Chuva na nossa região, era facil de se prever. hoje esta tudo mudado. Nem mesmo com o serviço metereológico é possivel prever com precisão. Enxentes e desmoramentos de encostas no Brasil, nem se fala. É calamitante. Em fi me pergunto. Que mundo deixarei para os meus netos, minhas gerações futuras. É sério e muito ´serio. E ninguém esta se atentando para isto. Será que estamos colaborando para confirmar o Apocalipse Bíblico?